Mes@ de Mulher

Mes@ de Mulher

terça-feira, 29 de novembro de 2011

M & M - Mude e Marque!!!


..Texto de Carlos Hilsdorf. - Artigo do Jornal E. de São Paulo.

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos. 
Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio...Você começará a perder a noção do tempo.
Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos do sono, fome, sede e pressão sanguínea.
Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o por do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar: nosso cérebro é extremamente otimizado. Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.
Um adulto médio tem entre 40 a 60 mil pensamentos por dia. Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar  conscientemente tal quantidade. Por isso, a maior parte desses pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.
É quando você se sente mais vivo! 

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando as suas reações no "modo automático" e "apagando" as experiências duplicadas.
Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os NATAIS chegam cada vez mais rapidamente. 
Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.
Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.
Como acontece?
Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas ( você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); o cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).
Ou seja, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa, são apagados de sua noção de passagem do tempo.
Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.
Conforme envelhecemos as coisas começam a se repetir: as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações - Enfim...as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.
Até que tanta coisa se repete que fica difícil de dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano e, para algumas pessoas, na década.
Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a ROTINA. 
A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos. 
Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).
Mude, fazendo algo diferente e marque fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos. 
Aprenda uma nova língua ou um novo instrumento.
Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre, e preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.
Tenha filhos ou animais de estimação (eles destroem a rotina).
Sempre faça festas de aniversário e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).
Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais. 
Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, botas-fora, participe do aniversário de formatura da sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor dos cabelos, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes para o Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.
Escolha roupas diferentes. Não pinte a casa da mesma cor. Faça diferente.
Beije diferente sua paixão e viva com ela a lugares diferentes.
Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.
Seja diferente!
Se você tiver dinheiro, especialmente se for aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos...Em outras palavras: V-I-V-A!!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.
E se tiver a sorte de estar casada(o) com alguém disposta(o) a viver e a buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o ...do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.
Cerque-se de amigos.
Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes e que gostam de comidas diferentes.
Enfim...Acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa Sorte em suas experiências para expandir o seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.

Escreva em tamanhos diferentes em cores diferentes!

CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVENTE...
                              ...VIVA!!!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Amor - Carlos Drummond Andrade


Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, Preste atenção. Pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e neste momento houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante e os olhos encherem d`água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chega a apertar o coração, agradeça. Deus te mandou um presente divino: o Amor.
Se um dia tiver que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais do que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um para o outro.
Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento,chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura; que coisa maravilhosa, você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.
Se você conseguir em pensamento sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...
Se você não consegue trabalhar direito o dia todo , ansioso para o encontro que está marcado para a noite...Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a pessoa envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção  que vai continuar sendo louco por ela...Se você preferir morrer antes de ver a outra pessoa partindo: é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva.
Muitas pessoas se apaixonam muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e por não prestarem atenção nestes sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio. Por isso preste atenção nos sinais, não deixe que as loucuras do dia a dia o deixe cego para a melhor coisa da vida: o amor.  

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Lua Adversa - Cecília Meireles







Cecília Meireles



Tenho
 fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...








quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Mandalas मण्डल...Tendências...

A palavra Mandala vem do sânscrito - मण्डल - de origem hindu que quer dizer "circulo mágico", um círculo de energia, "uma dinâmica relação entre o homem e o Cosmo (Universo)...Toda mandala é a exposição plástica e visual do retorno a unidade, pela delimitação de um espaço sagrado e atualização de um tempo divino" (1)...Ela está presente em nossas vidas enquanto humanidade mais do que possamos supor...Um exemplo: os homens primitivos constroem suas habitações a partir de um centro..."um poste central edificado no chão, onde seus habitantes irão construindo os espaços a partir de três níveis de existência: inferior, médio e superior. A habitação para ele não é apenas um abrigo, mas a criação do mundo que ele, imitando os gestos divinos, deve manter e renovar." (2)... Uma tendência arquitetônica crescente...
Veja esta planta de uma casa abaixo...detalhe para a árvore no centro...
http://www.dezeen.com/2008/03/19/passive-houses-by-kjellgren-kaminsky/
Ou esta sala de hotel abaixo...Detalhe para a lareira, no centro e a mandala na parede...
http://www.flickr.com/photos/tiltonlane/2433178606/in/faves-21947096@N04/ 
O que nos lembra uma Oca...
http://casa.abril.com.br/coberturas/mostras-decoracao/casa-cor-campinas-resgata-historia-interior-sao-paulo_495794.shtml
Mas...Voltando as mandalas, elas são uma tendência crescente em todos os ramos de saberes humanos...Talvez esta tendência seja fruto do homem atual estar se voltando mais para dentro de si mesmo, procurando respostas que não esteja encontrando fora de si, em um mundo cada vez mais caótico...
Então... voltando-se para dentro de si, buscando respostas, ele, no seu dia a dia, nas suas atividades da vida diárias, profissionais e e expressões artísticas ele tem essa tendência de trabalhar este símbolo no espaço físico...
E isso se faz de várias formas: na arte e arquitetura, nas dinâmicas de grupos...terapias, como instrumento e método para a construção de projetos sociais, ambientais e de bairros, vilas...cidades...etc...
Cidade Circular. Ver mais no link abaixo. 
                                      http://projectovenuspt.wordpress.com/cidades-que-pensam/

Vamos então, há algumas dessas formas maravilhosas de mandalas? ...Que, antes de tudo, leva-nos a "reconstrução do nosso Eu"...a partir de dentro, nos dando insigts fabulosos em nossas vidas, relações e construções humanas...

A seguir algumas fotos da net e vídeos selecionados no Yo Tube...
http://www.viladoartesao.com.br/blog/2010/09/natureza-e-fotografia-a-arte-de-mirtes-pegorer/
http://soniavasconcelosarts.blogspot.com/2009/09/mandala-de-fuxico.html

http://artinfinita.blogspot.com/ 
http://relogiodevinil.blogspot.com/2010/11/relogios-de-parede-com-temas-exotericos.html



































                                           
Eu poderia ficar horas falando aqui sobre mandalas...Espero que tenham gostado...Até mais...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

31 de Outubro - Festival de Beltane


BELTANE

Fogo Brilhante
Pelas terras além do horizonte,
Os Deuses movimentam a Roda
Ventos sopram as chamas de Beltane
Fazendo o coração pulsar mais rápido
Dança do amor sob a luz do luar
Destino além das imagens
Que brilham diante das estrelas
Movimento do corpo que geme de prazer
Na dança sagrada que une a taça e o athame
Corações unidos pelo eterno brilho de Bel
Neste inebriante líquido sagrado
Que resgata as memórias de Avalon
Pelas brumas que florescem novamente
O anel de ouro sela o beijo de prata
E finalmente os amantes se encontram
Apenas para ritualizar esse divino amor
Blessed Be.









quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Las Mujeres ...Eduardo Galeano




São três vídeos...Fantásticos narrados por Eduardo Galeano...

"De forma poética o autor relata a história de diversas mulheres que marcaram a historia mundial, bem como aquelas que passaram por sua vida e a marcaram.
Entre os relatos é possivel observar que ao longo da história as mulheres vem buscando espaço no mundo sendo oprimidas pelos homens.
Em sua narrativa conta das formas crueis de pressão impostas as mulheres, e da luta que é travada diariamente para conseguir se libertar do imposto.
Em uma de suas crônicas, Cultura do Terror 1, uma menina brinca com suas bonecas e briga com elas para que as duas se comportem, na verdade a menina não incomoda ninguem e também parece uma boneca.
Falando sobre a questão do Terror também tece outra crônica em que uma menina é espancada pela a avó que a havia abandonado, pelo simples fato de que ela poderia vir a fazer alguma coisa errada.
Como não poderia faltar,  fala sobre o amor das mulheres que vem lutando com a tentativa de melhorar o mundo."
Fonte: http://www.netsaber.com.br/resumos/ver_resumo_c_41219.html





Canteiros - Homenagem a Cecília Meireles



Quando penso em você 
Fecho os olhos de saudade
Tenho tido muitas coisas
Menos a felicidade


Correm os meus dedos longos
Em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego
Já me traz contentamento


Pode ser até manhã
Sendo claro feito o dia
Mas nada do que me dizem
Me faz sentir alegria


Eu só queria ter um mato
Com gosto de Framboesa
Para correr entre os canteiros 
E esconder a minha tristeza


Que eu ainda sou bem moço
P'ra tanta tristeza
E deixemos de coisa 
E cuidemos da vida


Porque senão chega a morte
Ou coisa parecida
E nos arrasta moço
Sem ter visto a vida.


EU - Florbela Espanca



Eu sou aquela que no mundo no mundo anda perdida
Eu sou a que na vida não tem norte
Sou a irmã do Sonho e desta sorte
Sou a crucificada...a dolorida...


Sombra de névoa tênue e esvaecida
E que o destino amargo, triste e forte
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto, sempre incompreendida!


Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou aquela que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...


Sou talvez a visão que Alguém sonhou.
Alguém que veio ao mundo p'ra me ver
E que nunca na vida me encontrou!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

A Fusão do Feminino - Chris Griscom

A proposta de todo o pensamento que emana desta obra de Chris Griscom é a Transsformação, Mas uma mudança utilizando do manancial feminino inerente a todo os seres, homens e mulheres.
"Todos nós, mulheres e homens, possuímos qualidades femininas como o cuidado, intuição e capacidade de adaptação". Durante muitos séculos, fomos encorajados a enfrentar os desafios da vida utilizando somente as nossas qualidades masculinas de força e coragem. Neste livro, a autora nos mostra que podemos infundir nesta força as poderosas qualidades femininas da intuição, empatia e equilíbrio...E criando uma força dinâmica de crescimento e mudança.


Através de exercícios simples e exemplos da vida real, a autora revela como podemos sair dos papéis esteriotipados e padrões que se repetem nos relacionamentos...Fortalecendo os vínculos com entes queridos, comunicando-nos telepaticamente quando estamos separados ( uma mastreia do feminino), ter persuasão para alcançar o sucesso nos negócios; criar nossos filhos sem modelos sexuais específicos de papel e comportamento; demonstrar compaixão e sensibilidade para aumentar a estatura profissional.
Enfim...A Fusão do masculino com o feminino, o acesso ao nosso interior para ganhar novos insights e descobrir o nosso ilimitado potencial. "Ela acredita que, a partir do controle positivo de nossas energias, essa transformação se opera e nos conduz a uma vida melhor."
Chris Griscom é uma espécie de Guru Espiritual de artistas como Shirley Maclaine. Ela é conferencista de renome mundial  e Fundadora do Instituto da Luz e da Escola Nizhone para a Consciência Global.
Ela é mãe e avó ...E autora dos também livros de sucesso:
 Êxtase, chave da dimensão espiritual
 O tempo é uma ilusão
 O ego sem medo
A Evolução de Deus
Nascido no mar - O nascimento como iniciação.
Todos tendo como chave a Transformação Pessoal.

Citações
"Ter consciência da nossa parte feminina é a receita do poder. Com isso conseguimos ir da passividade às energias magníficas e agitadas da força criadora que nos transformam de observadores inertes da vida em mestres da forma."
"Optamos por amar ou não amar, , conforme as nossas inclinações emocionais e cármicas; o relacionamento não é a aventura, mas o pano de fundo que a alma nos dá"
Chris Griscom.

Aqui um vídeo de uma entrevista com Chris Griscom no Programa do Jô na década de 90, quando ela esteve no Brasil, para o lançamento do livro A Fusão do Feminino.

POEMA ECOLÓGICO- DISPAREI de BRita BRazil

    DISPAREI
Será o Homem contrario à Natureza?
Ele não se adéqua, não se adapta, não se integra, não se entrega.
      Será que somos realmente da Terra, ou viemos do espaço para destruí-la?
Claro, aí está o elo perdido: então somos nossos próprios alienígenas.
                           Se para pisar neste solo temos que asfaltá-lo, afastá-lo,
                      por cimento no chão, tampar sua respiração, calar sua pulsação.
E isto é chamam de progresso, e até de evolução!

Por que ainda hidroelétricas, se já temos a solar?
Por que cortar as árvores, para nos colocar?
Somos menos pássaros, menos cheiros, menos verde.
                               Somos aço, somos ferro, somos prédios juntos, grudados
Somos conjugados, isolados, corredores, elevadores
Somos postes, somos fios de alta tensão
Somos muros, arames farpados
Somos carros, somos caros
coisas fúteis, inúteis
somos lixos,
desperdícios.
Somos a consequência de um raciocínio ilógico.
                                     Somos a propaganda enganosa, omissão às crianças,
vendendo à elas o dano à Terra, em seus objetos de diversão.
A Economia gasta fortunas em sonhos fantásticos, vendendo ilusão.
Cadê o projeto pro mundo?
Ele é privado, comprado, corrompido, isolado, exaurido.
Os Governos trabalham para poucos.
Somos empresas, somos números de identificação
Protocolados. Sem registro, não se é cidadão. Prisão.
 Somos coisas, somos datas, somos o Homem, que ainda está por vir.
Mas pra ele existir, vai depender de uma milagrosa transformação.
 E de muita ação.


terça-feira, 18 de outubro de 2011

Brida, de Paulo Coelho.."A Décima Lua do Ano"



Este livro contém passagens muito interessantes que falam muito à nós, mulheres...
O trecho a seguir é uma delas....

"Wicca: _..Assim manda a Tradição; na décima lua do ano devemos nos reunir em volta da fogueira, que foi vida e morte de nossas irmãs perseguidas.
Brida tirou do seu manto uma colher de pau. 
_ Aqui está o símbolo _ disse, mostrando a colher de pau para todas.
As mulheres ficaram de pé e deram-se as mãos. Então, levantando as mãos dadas para o alto, escutaram a prece de Wicca. 
"Que a bênção da Virgem Maria e de seu filho Jesus caia sobre nossas cabeças esta noite. Em nosso corpo dorme a Outra Parte de nossos antepassados; que a Virgem Maria nos abençoe."
"Que nos abençoe porque somos mulheres, e hoje vivemos num mundo onde os homens nos amam e nos entendem cada vez mais. Entretanto, temos no corpo, a marca das vidas passadas. e estas marcas ainda doem."
"Que a virgem maria nos livrem destas marcas, e apague para sempre nosso sentimento de culpa. Nos sentimos culpadas quando saímos de casa, porque estamos deixando nossos filhos para ganhar o sustento deles. Nos sentimos culpadas quando ficamos em casa, porque parece que não aproveitamos a liberdade do mundo. Nos sentimos culpadas por tudo, e não podemos ser culpadas porque sempre, porque sempre estivemos distantes das decisões e do poder."
"Que a Virgem Maria nos lembre sempre que fomos nós, as mulheres, que ficamos junto com Jesus no momento em que os homens fugiram e negaram  sua fé. Que fomos nós que choramos enquanto ele carregava a cruz, que ficamos aos seus pés na hora da morte, que fomos nós que visitamos o sepulcro vazio. Que não devemos ter culpa."
"Que a Virgem Maria nos recorde sempre que fomos queimadas e perseguidas porque pregávamos a Religião do Amor. Enquanto as pessoas tentavam parar o tempo com a força do pecado, nós nos reuníamos nas festas proibidas, para celebrar o que ainda havia de belo no mundo. Por causa disto, fomos condenadas e queimadas nas praças."Que a Virgem Maria nos recorde sempre que , enquanto os homens eram julgados em praça pública por causa da disputa de terras, as mulheres eram julgadas em praça pública por causa do adultério."
"Que a Virgem Maria nos lembre de nossas antepassadas que precisaram travertir-se de homens _ como a Santa joana D´Arc  _ para cumprir a palavra do Senhor. E, mesmo assim, morremos na fogueira."
Wicca segurou a colher de pau com as duas mãos, e estendeu os braços para a frente.
"Aqui está o símbolo do martírio de nossas antepassadas. Que a chama que devorou os seus corpos mantenha sempre acessa nossas almas. Porque elas estão em nós.Porque nós somos elas."
E atirou a colher de pau na fogueira."
Trecho do Livro Brida de Paulo Coelho.Páginas 141,142 e 143.


Aqui...A abertura da novela Brida...A música, de autoria de Paulo Coelho e Raul Seixas, cantada divinamente pela cantora e poetisa: Elisa Lucinda...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

"Debaixo dos caracóis dos meus cabelos BRANCOS...HAHAHAHAHA!!!!!


Não tô achando graça nenhuma em ver meus cabelos ficarem cada vez mais brancos...Eles eram de tom louro escuro ao claro no verão...Os brancos foram vindo aos poucos, lá pelas "bandas" dos anos 80...E agora, que estou chegando aos 50... My God, eles estão aumentando em uma proporção geométrica...
Fui pesquisar por aí, como fazê-los ficarem bonitos sem a tintura...Esta escravidão que, no meu caso, tenho que refazer há cada 15 dias pois meus cabelos crescem muito rápido. 
E qual não foi a minha surpresa quando me deparei com fotos e blogs de beleza que afirmam que eles estão na moda...Ou pelo menos, estão deixando de ser um terror das mulheres...Bom, pelo menos de algumas...
Vamos as fotos...Elas falam mais do que muitas palavras..








Existem tratamentos específicos para cabelos brancos e produtos de várias marcas também...Tornando-os brilhosos e com aqueles matizes de cinza...Muitas mulheres jovens também estão aderindo a esta corzinha "básica", clareando-os...
Eu, de minha parte, irei fazer umas luzes, para começar...O mais clara possível...Vamos ver como fica...Depois eu conto e mostro para vocês...Isso se ficar bom. Porque senão, volto às tinturas...Fazer o que né?
Beijos!

domingo, 9 de outubro de 2011

Wangari Muta Maathai - Uma mulher admirável. Faleceu há 15 dias atrás.



Seção: Mulher e Meio Ambiente
Um Exemplo que vem da M
ama África
Caras leitoras
Nesta seção destacaremos a ação de mulheres na área ambiental, a valorização do espaço verde, a necessidade de educação ambiental dentro e fora de casa, as ações públicas de mulheres voltadas para o meio ambiente e sua preservação.
Nesta primeira edição, iremos falar sobre uma mulher que é um exemplo para o mundo:
Wangari Muta Maathai, keniana, Prêmio Nobel da Paz de 2004.


É raro a atribuição de prêmios Nobel a mulheres. E para uma Africana, foi a primeira vez..
Em 1977, iniciou no Quênia,o Movimento Cinturão Verde, com o objetivo de promover a proteção e preservação do meio ambiente africano.
Wangari Muta Maathai nasceu em Nyeri, no Quênia (África) em 1940. É reconhecida internacionalmente por sua persistente luta pela democracia, direitos humanos e conservação ambiental.
A Professora Wangari Maathai foi a idealizadora do movimento que procurando um maior equilíbrio ecológico e uma melhoria das condições de vida já ajudou milhões de mulheres africanas. Isto tudo com um custo financeiro ínfimo. Foi quando ela serviu no Conselho Nacional das Mulheres, que ela introduziu a idéia de plantar árvores com a população em 1976 e continuou a desenvolvê-lo em uma base ampla, através de organizações de base. Hoje, o movimento transcendeu fronteiras nacionais..
O início
Através da organização de grupos de mulheres de base, Wagari deu início na África a uma campanha de conscientização sobre a importância e os benefícios que a preservação das árvores traz para a população. O trabalho de conscientização foi difícil, pois o povo africano foi historicamente persuadido a não acreditar em sua capacidade de enfrentar os seus próprios problemas e as mulheres não conseguiam perceber que manter um meio ambiente saudável e bem manejado é garantia de atendimento às suas necessidades. Hoje, segundo dados do movimento Cinturão Verde, as mulheres do Quênia já plantaram mais de 30 milhões de árvores. O foco principal é o plantio de árvores com grupos de mulheres, a fim de preservar o ambiente e melhorar a qualidade de vida das comunidades, fazendas, escolas e igrejas para combater a erosão do solo, resultante do desmatamento; e fornecer lenha como combustível para cozinhar alimentos.Através da organização de grupos de mulheres, Wagari deu início na África a uma campanha de conscientização sobre a importância e os benefícios que a preservação das árvores traz para a população.
Plantar árvores e colher a Paz
Plantar árvores e colher a paz nas regiões onde os conflitos humanos são agravados pela destruição ambiental. A árvore é um símbolo de paz na África. Em diversas comunidades, ainda sobrevive uma antiga tradição. Quando há um conflito, a pessoa mais velha planta uma árvore entre os dois lados em disputa. Este cerimonial sinaliza o início da reconciliação entre as partes. Foi esta herança cultural - ecológica e pacifista - a inspiração para Wangari Maathai, 65 anos, iniciar no Quênia, em 1977, o Movimento Cinturão Verde.
Ela não tirava da cabeça o que vinha testemunhando desde criança. Árvores substituídas por lavouras comerciais, como ocorre agora na Amazônia. O desflorestamento do Quênia destruiu boa parte da biodiversidade e reduziu a capacidade das florestas de conservar água, um recurso bastante escasso na região.
Então começou uma campanha de esclarecimento com grupos de mulheres mostrando que árvores deviam ser plantadas. Aos poucos, elas foram percebendo que o plantio gerava emprego, combustível, comida, abrigo, melhorava o solo e ajudava a manter as reservas de água.
O trabalho de conscientização foi difícil. “O nosso povo foi historicamente persuadido a acreditar que, por ser pobre, também não tinha conhecimento e capacidade para enfrentar os seus próprios problemas. E esperavam soluções de fora. As mulheres não conseguiam perceber que para atender às suas necessidades básicas era preciso um meio ambiente saudável e bem manejado”, recorda a professora Wangari Maathai.
“O Meio Ambiente é fundamental para alcançar a Paz.”
“Eu acredito que a solução para a maioria dos nossos problemas vem de nós mesmos”, ensina a professora e ativista Wangari Maathai. A família humana, na avaliação da Prêmio Nobel da Paz de 2004, tem que enfrentar um fato muito grave: o meio ambiente é fundamental para alcançar a paz. Quando ele está degradado, as pessoas sofrem, pois não têm os recursos necessários para sobreviver. É preciso compartilhar os recursos naturais de forma eqüitativa para reverter a distribuição injusta de recursos que atualmente existe no mundo.
Na África, relata Wangari, existem muitos conflitos por recursos naturais escassos e degradados. “As pessoas lutam pelo que restou de terra, água, pastos e florestas”. Para resolver estes graves conflitos, que estão gerando milhões de refugiados ecológicos em todo o planeta, a professora do Quênia defende uma consciência cada vez maior sobre três questões: sensibilidade ambiental, um bom governo democrático e paz.
“Nós plantamos árvores para proteger o solo, prevenir a erosão, fazer as pessoas entenderem que a terra é um recurso natural importante. Quando o vento e a água produzem erosão, a terra está perdida para sempre. Mostramos para as pessoas que o solo onde elas plantam é fundamental para ter boas colheitas. As árvores também são uma fonte de energia para a maioria das populações rurais”, ressalta Wangari.
“Plantem pelo menos dez árvores”
A presidente do Movimento Cinturão Verde faz uma conta. Como cada pessoa emite gás carbônico, ela necessitaria plantar pelo menos dez árvores para zerar o seu impacto ecológico no planeta. “Por isso eu sempre insisto neste ponto: plantem pelo menos dez árvores!”, enfatiza a queniana também engajada na campanha dos quatro erres: reduzir, reutilizar, reciclar e reparar.
Wangari Maathai e as mulheres do Movimento Cinturão Verde tentam banir do Quênia as sacolas de plástico finas, pois elas não podem ser reutilizadas. No Japão, ela está engajada em uma campanha chamada MutaiNai para conscientizar as pessoas sobre a necessidade de respeitar e agradecer pelos recursos naturais. Por onde anda, a professora do Quênia dedica a sua vida à construção de uma paz ecológica.
Cientista e ativista
A professora Wangari Muta Maathai, em 1964 graduou-se em Ciências Biológicas no Mount St. Scholastica College em Atchison, no Kansas (EUA). Dois anos depois concluiu o mestrado na Universidade de Pittsburgh. Depois de realizar o doutorado na Alemanha, Wangari obteve Ph.D na Universidade de Nairobi onde lecionou anatomia animal.
De 1976 a 1987, Wangari participou ativamente do Conselho Nacional da Mulher do Quênia onde começou a mobilizar grupos de mulheres em torno da campanha para o plantio de árvores. Mais de 30 milhões de árvores já foram plantadas através do Movimento Cinturão Verde. Em 1998, ela passou a defender o cancelamento da dívida externa dos países pobres da África. Ela abordou a ONU em várias ocasiões, falou em nome das mulheres nas sessões extraordinárias da Assembléia Geral para a revisão de cinco anos da Cúpula da Terra. Ela serviu à Comissão sobre Governança Global e da Comissão sobre o Futuro. Ela e o Movimento Cinturão Verde tem recebido inúmeros prémios, nomeadamente o Prémio Nobel da Paz 2004, além de outros Wangari foi eleita pela Terra Times como uma das 100 pessoas no mundo que fizeram a diferença na área ambiental.
Em dezembro de 2002, o Professor Maathai foi eleita para o parlamento com uma maioria de 98% dos votos. Ele foi posteriormente nomeada pelo presidente, como Assistente do Ministro do Ambiente, Recursos Naturais e Vida Selvagem na nono Parlamento do Quênia.
“Corremos um risco enorme”
A Prêmio Nobel da Paz de 2004, Wangari Maathai, concedeu uma entrevista coletiva no dia 14 de outubro para jornalistas ambientais de 32 países reunidos em Monte Porzio Catone, a 40 quilômetros de Roma. A seguir trechos da conversa com os repórteres presentes no III Fórum Internacional de Mídia “Meio ambiente, caminho de paz”, promovido pela Associação Cultural Greenaccord.
Quando perguntada sobre o consumo excessivo dos recursos naturais, estilo de vida imposto pela nossa cultura ocidental e reforçado pelos meios de comunicação. É se é possível mudar esta tendência de hiper-consumo? Wangari respondeu:
“ Eu creio que precisamos elevar o nível da nossa consciência moral, voltar a ter uma perspectiva ética em relação aos recursos naturais e às outras criaturas. O problema é que ainda achamos que os nossos recursos durarão para sempre. Sem elevar o nosso nível de consciência ética, não poderemos entender que esse nível de vida tão elevado para poucos em detrimento de muitos não pode seguir adiante. No meu país, o Quênia, pelo menos 10% das pessoas vivem desperdiçando recursos porque querem imitar o nível de vida do mundo rico. Os recursos não são suficientes. Os países ricos exploram os recursos naturais dos pobres, e os poucos ricos dos países pobres fazem o mesmo. A nossa forma de lutar contra a pobreza é lutar contra esta forma de hiper-consumo não apenas no mundo industrializado, mas também nos países em desenvolvimento onde lamentavelmente estamos copiando o mundo rico em detrimento do nosso povo. Se seguirmos por este caminho, corremos um risco enorme.
Respondendo a Pergunta: Diante de tantos problemas ambientais, a senhora mantém o otimismo?
Wangari: Eu sempre sou otimista. Eu acordo pela manhã e sinto que tenho muitas razões para viver. Vivemos em um planeta que é único. O maior problema que temos é a ignorância. Tem muita gente que não sabe nada das mudanças climáticas. Este fenômeno é geralmente apresentado com dados cmplicados. Muitos chefes de estado não se convencem que tem que intervir. Nós não podemos deixar de insistir para que os nossos dirigentes tomem decisões. Temos que estar convencidos que podemos fazer algo. Depois que as costas forem invadidas pelo mar e os campos inundados pelos rios, não haverá mais o que fazer. É fundamental que todos juntos insistam com os nossos líderes para que tomem consciência do risco e da gravidade da situação e pensem não apenas nas vantagens de curto prazo, mas em políticas de longo prazo.
Todos temos que fazer todo o possível. Estou convencida que cada um de vocês se pergunta o que fazer. Eu lhes digo, façam o máximo que puderem. Eu tenho plantado árvores durante as últimas três décadas.
Exemplo a ser seguido
Wangari é uma mulher que vem contribuindo imensamente para o progresso da educação e emponderamento das mulheres, a democratização e o desenvolvimento sustentável. Wangari foi e é um exemplo que ajudou a elevar a consciência a respeito do meio ambiente, das mulheres e da África no novo século.
Fontes:
www.greenbeltmovement.org.
http://www.rvb.jor.br/wangari.htm
Ver: Currículum Admirável! – facebook - www.facebook.com 

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Enchanded Dolls ~ Marina Bychkova

Bonecas Encantadas..."Enchanted Doll" de Marina Bychkova



Quando vi essas bonecas pela primeira vez fiquei fascinada...São lindas e super diferentes. O nome já diz tudo: bonecas encantadas.
Marina Bychkova nasceu na Rússia, mas vive no Canadá desde os 14 anos de idade. 


Desde pequena criava modelos de bonecas articuladas em vários materias, até chegar a perfeição das Enchanted Dolls...Bonecas Encantadas.Utilizando-se de vários materiais , passou pela argila e hoje trabalha exclusivamente com porcelana. 
Para cada modelo, ela cria vários tipos de acessórios: sapatinhos, piercings, adereços e presilhas fantásticas...

No próprio site da artista, existe uma forma de contato.Vale a pena ler o seu depoimento...Ela tem um novo conceito sobre produção...E sobre a real beleza feminina.





segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Segunda Sem Carne - Minha Receita de Quibe sem Carne.

.

Esta minha receita tem história..."Nasceu" da necessidade há tempos atrás de um amigo ter que fazer uma dieta sem proteína animal. Ele adorava carne, mas, naquele momento não poderia consumí-la de jeito algum...Não existiam até então, produtos industrializados no mercado em grande variedade como existe hoje em dia para aqueles que optam pela dieta vegetariana...
A família deste meu amigo era de origem síria...Então...Eu tinha que reinventar esta receita de maneira que ele gostasse...
Então, adicionei outros ingredientes à receita original da família deste meu amigo...
ficaram assim os Ingredientes:

500 gramas de trigo para quibe, deixado de molho por 3 horas.
150 gramas de azeitonas verdes sem caroço.
1 pimentão vermelho amassado
1 pimentão verde  amassado
1 cebola grande ralada
1 dente de alho
salsinha
3 a 4 folhas de hortelã pimenta ( veja foto abaixo)
1 maço de hortelã
2 colheres de sopa de azeite virgem.
sal a gosto
Obs: você poderá acrescentar também, um caldo de legumes em cubinhos ou em pó, mas adicione-o antes do sal...E prove para ver se precisa de mais sal ou não...
                                                                  Hortelã Pimenta

                                                Outra variedade da Hortelã Pimenta
                                         
Modo de Preparo:

Escorra o trigo para quibe previamente "demolhado". Esprema-o bem com as mãos...Ou com o auxílio de uma peneirinha fina, se preferir. Reserve.
Em uma tigela grande, amasse os pimentões, as azeitonas, o alho, o caldo de legumes as hortelãs pimenta e a comum.
Acrescente a salsinha, a cebola ralada e o azeite.
Nota: se preferir, adicione as azeitonas cortadas bem fininho, sem amassálas...
Adicione o triguilho então, e amasse tudo...misturando-os até que fique uma massa que enrole com facilidade
Prove o sal...Veja se precisa de mais ou não...
Faça as bolinhas ou no formato da foto acima e frite em óleo previamente aquecido, de 3 em 3...não coloque muitos para fritar ao mesmo tempo.
Se preferir, poderá também assá-lo. para isso, faça a massa do mesmo jeito acima, e coloque em uma tabuleiro ou forma redonda, previamente untada com azeite comum ou óleo. Detalhe: coloque azeite por cima também da massa...
Depois me digam como ficou?
Há...Esqueci do mais importante dos ingredientes: Amor. Nunca cozinha sem estar bem...Se prepare para cozinhar, tendo pensamentos bons...Coloque uma musiquinha, tome um vinhozinho (pouquinho!!! rsrsrs)...Divirta-se porque cozinhar é muito bom...
E Bom Apetite!!!

domingo, 25 de setembro de 2011

A SÍNDROME DAS HISTÓRIAS INACABADAS



ATUALMENTE NÃO SEI O QUE ANDA ACONTECENDO NA SUA VIDA,
MAS O QUE VEJO É QUE VOCÊ FICOU PRESA(O) NA SÍNDROME DAS HISTÓRIAS INACABADAS.
ISSO ACONTECE QUANDO PASSAMOS POR SITUAÇÕES QUE PARECIAM QUE IAM MUDAR TUDO, MAS QUE SE ACABARAM SEM UM DESFECHE ESPERADO, SOFRIDO E MAL DEFINIDO.
E QUANDO ISSO ACONTECE, FICAMOS PRESOS NUMA ESPÉCIE DE LIMBO, OU SEJA, FICAMOS PARADOS DIANTE DE TUDO E AO MESMO TEMPO, NO MEIO DO NADA.
O QUE POSSO LHE DIZER É ALGO SIMPLISTA, PORÉM REAL.
ENTENDA QUE A VIDA TEM UM CURSO NATURAL E QUE NADA É ESTÁTICO, E QUE TAMBÉM NÃO TEMOS CONTROLE SOBRE TUDO.
O IMPORTANTE É QUE NÃO FIQUEMOS PRESOS AOS SOFRIMENTOS,
QUE O SOFRAMOS SIM, PORQUE NÃO TEM COMO NÃO SER ASSIM,
MAS SIGA EM FRENTE,
CUIDE DO QUE TEM DE CUIDAR, MAS NÃO DEIXE DE CUIDAR DE SI MESMA(O),
PORQUE VOCÊ VAI PERMANECER AINDA POR UM BOM TEMPO.
VOCÊ PRECISA AGUÇAR NOVAMENTE SUA CRIATIVIDADE E, COM A LIBERDADE QUE É SUA DE DIREITO, SEGUIR EM FRENTE E DAR UMA REFORMULADA NAQUILO QUE VOCÊ PODE,
MAS ACIMA DE TUDO, DEIXAR QUE O PASSADO PASSE E INVENTAR A CADA DIA UMA SITUAÇÃO NOVA PARA VIVER,
PORQUE NO FINAL É ISSO QUE VOCÊ VAI LEVAR CONSIGO. . . O QUE VOCÊ VIVER.
ABRA-SE PARA TUDO QUE LHE VIER E LHE DÁ PRAZER.
NÃO FIQUE PERDENDO TEMPO EM QUESTIONAR, APENAS APROVEITE E VIVA INTENSAMENTE.
NÃO DÁ MAIS PARA FICAR COM MEDO DO JULGAMENTO ALHEIO E NEM DE FICAR BANCANDO A BABÁ DO MUNDO, PORQUE A ORDEM É QUE CADA UM SAIBA APROVEITAR QUEM ESTÁ À SUA VOLTA, MAS QUE CADA UM TAMBÉM SEJA RESPONSÁVEL POR SUAS PRÓPRIAS ESCOLHAS.
VOCÊ NÃO É PALMATÓRIA DO MUNDO.
SUA MISSÃO AQUI É SENTIR O QUE LHE FAZ FELIZ E, SUA ÚNICA OBRIGAÇÃO É SER FELIZ.
PÁRA COM ESSA HISTÓRIA DE CULPAS E ACUSAÇÕES SOBRE SI MESMA(O) OU SOBRE OS OUTROS.
ABRA-SE PARA A VIDA E VAI SER FELIZ.
QUEM QUISER ANDAR CONTIGO QUE VENHA, MAS QUE FAÇA A PARTE DELE TAMBÉM,
PORQUE VOCÊ NÃO É RESPONSÁVEL PELOS COMODISTAS E BEBÊS CHORÕES QUE PARASITAM VOCÊ E TE DÃO A INCUBÊNCIA DE FAZÊ-LOS FELIZES.
SE DEUS TIVESSE LHE MANDADO AQUI PARA CUIDAR DOS OUTROS, VOCÊ VIRIA COMO MESSIAS E NÃO COMO SER HUMANO.
POR FALAR NISSO, VOCÊ É UM SER HUMANO INCRÍVEL E NÃO DEIXE QUE NINGUÉM LHE CONVENÇA DO CONTRÁRIO.
VIVA A VIDA COM TODA INTENSIDADE.
NINGUÉM TEM O DIREITO DE LHE COBRAR NADA NEM DE TE JULGAR.
NÃO PERCA MAIS TEMPO COM PESSOAS QUE LHE OFERECEM O MUNDO, MAS QUE NA AÇÃO SÓ LHE ENTREGAM SOBRAS,
VOCÊ NÃO É UMA PESSOA DE SOBRAS.
RESPIRE FUNDO, PERCEBA A GRANDEZA QUE EXISTE DENTRO DE VOCÊ, E SAIA JÁ DESSA VIDA MESQUINHA.
VOCÊ MERECE MUITO MAIS.


EDUARDO RIOS