Mes@ de Mulher

Mes@ de Mulher

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Brida, de Paulo Coelho.."A Décima Lua do Ano"



Este livro contém passagens muito interessantes que falam muito à nós, mulheres...
O trecho a seguir é uma delas....

"Wicca: _..Assim manda a Tradição; na décima lua do ano devemos nos reunir em volta da fogueira, que foi vida e morte de nossas irmãs perseguidas.
Brida tirou do seu manto uma colher de pau. 
_ Aqui está o símbolo _ disse, mostrando a colher de pau para todas.
As mulheres ficaram de pé e deram-se as mãos. Então, levantando as mãos dadas para o alto, escutaram a prece de Wicca. 
"Que a bênção da Virgem Maria e de seu filho Jesus caia sobre nossas cabeças esta noite. Em nosso corpo dorme a Outra Parte de nossos antepassados; que a Virgem Maria nos abençoe."
"Que nos abençoe porque somos mulheres, e hoje vivemos num mundo onde os homens nos amam e nos entendem cada vez mais. Entretanto, temos no corpo, a marca das vidas passadas. e estas marcas ainda doem."
"Que a virgem maria nos livrem destas marcas, e apague para sempre nosso sentimento de culpa. Nos sentimos culpadas quando saímos de casa, porque estamos deixando nossos filhos para ganhar o sustento deles. Nos sentimos culpadas quando ficamos em casa, porque parece que não aproveitamos a liberdade do mundo. Nos sentimos culpadas por tudo, e não podemos ser culpadas porque sempre, porque sempre estivemos distantes das decisões e do poder."
"Que a Virgem Maria nos lembre sempre que fomos nós, as mulheres, que ficamos junto com Jesus no momento em que os homens fugiram e negaram  sua fé. Que fomos nós que choramos enquanto ele carregava a cruz, que ficamos aos seus pés na hora da morte, que fomos nós que visitamos o sepulcro vazio. Que não devemos ter culpa."
"Que a Virgem Maria nos recorde sempre que fomos queimadas e perseguidas porque pregávamos a Religião do Amor. Enquanto as pessoas tentavam parar o tempo com a força do pecado, nós nos reuníamos nas festas proibidas, para celebrar o que ainda havia de belo no mundo. Por causa disto, fomos condenadas e queimadas nas praças."Que a Virgem Maria nos recorde sempre que , enquanto os homens eram julgados em praça pública por causa da disputa de terras, as mulheres eram julgadas em praça pública por causa do adultério."
"Que a Virgem Maria nos lembre de nossas antepassadas que precisaram travertir-se de homens _ como a Santa joana D´Arc  _ para cumprir a palavra do Senhor. E, mesmo assim, morremos na fogueira."
Wicca segurou a colher de pau com as duas mãos, e estendeu os braços para a frente.
"Aqui está o símbolo do martírio de nossas antepassadas. Que a chama que devorou os seus corpos mantenha sempre acessa nossas almas. Porque elas estão em nós.Porque nós somos elas."
E atirou a colher de pau na fogueira."
Trecho do Livro Brida de Paulo Coelho.Páginas 141,142 e 143.


Aqui...A abertura da novela Brida...A música, de autoria de Paulo Coelho e Raul Seixas, cantada divinamente pela cantora e poetisa: Elisa Lucinda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário